Este blog serviu pra registrar atividades sobre o Centenário do anjo-poeta Mário Quintana.

quarta-feira, março 22, 2006

Auto-Retrato

No retrato que faço
traço um lindo sol
levemente apagado por uma sombra.

Às vezes me pinto
Névoa da manhã
às vezes madrugada e até entardecer.

Às vezes me pinto coisas que
deixei soltas no tempo
para que tomassem sua liberdade

Mas essas lindas coisas
resitiram ao tempo e
se colocando sobre o vento
voltaram para mim.

Elza de Mattos - Turma 83

Um comentário:

Marli disse...

Elza!

Muito bacana tua poesia. As metáforas nos ajudam a representar bem o que sentimos e pensamos. Abraço da profe Marli